logo RCN

Prestando contas

“Nós excluímos sete cargos comissionados, proporcionado uma economia de mais de R$ 22 mil mensais.” A afirmação é da presidenta da Câmara de Vereadores de Jaguaruna, a vereadora Terezinha Nandi, na sua participação no Programa A Cidade que Queremos da última quinta-feira, dia 7, no estúdio da Folha Regional Web TV.

Terezinha destacou algumas de suas ações, tomadas em conjunto com os demais vereadores em sua gestão, no primeiro semestre de 2022, no Legislativo. Os cargos excluídos, até então, eram preenchidos, pelo menos grande parte deles, pelo presidente sem nenhum critério, onerando os cofres públicos. Do total do orçamento da Câmara de Vereadores, na gestão 2022, sob o comando de Terezinha Nandi, aproximadamente R$ 2 milhões de recursos do duodécimo deverão ser devolvidos para a prefeitura, uma devolução histórica dos recursos do Legislativo, que poderão ser aplicados em qualquer área pelo Poder Executivo.

Também participaram do programa o vereador Antônio Marcos Martins, o Marquinho, e a vereadora Aline Bitencourt. Marquinhos frisou a importância das verbas parlamentares, bem como o empenho de buscá-las para o município. “Os recursos estão aí, acredito que esta legislatura foi a que mais trouxe recursos para o município. Porém, cabe agora o Poder Executivo agilizar os investimentos com estes recursos.”

A vereadora Aline também destacou o empenho do Legislativo e a influência dos edis na busca de recursos para o município. “É precisos discernir o que se trata de despesas dos investimentos. De nada adianta economizar com o cafezinho e não ter o que apresentar para os munícipes, pois quando vamos ao encontro das lideranças estaduais e federais, sempre conseguimos recursos para Jaguaruna.”

Você pode acompanhar o Programa A Cidade que Queremos, na íntegra, pelo meu Instagram @jorgecruzpereira, pela página da Folha Regional Web TV no Facebook.

Quem tinha razão?

Acompanho os trabalhos das Câmaras de Vereadores da região por duas décadas. Durante estes 20 anos fiz muitas reportagens com vereadores e também sobre os gastos de cada Legislativo. A Câmara de Vereadores de Jaguaruna sempre foi uma das mais caras da região, com um excesso de cargos comissionados. Além dos cargos, alguns gestores também exageravam com gratificações, combustíveis etc. Ao comparar números, muitas vezes fui taxado de perseguidor. Pois bem, hoje quero parabenizar a atual gestão e os demais vereadores pela mudança de comportamento. Além de uma Câmara atuante, sete cargos comissionados foram excluídos, ficando o recurso para uso coletivo, em obras e serviços. Agora ficam os questionamentos: quem estava com a razão? Quem me bateu este tempo todo, me chamando de perseguidor, ou eu, que briguei para que estes recursos fossem investidos para o povo? O leitor pode tirar a própria conclusão.

Festa do 15 em Jaguaruna Anterior

Festa do 15 em Jaguaruna

Verbas parlamentares em Jaguaruna Próximo

Verbas parlamentares em Jaguaruna

Deixe seu comentário