Segunda-feira, 22 de abril de 2024
Tubarão
26 °C
14 °C
Fechar [x]
Tubarão
26 °C
14 °C

COLUNISTAS

Operação Mensageiro

21/03/2023 20h18 | Atualizada em 21/03/2023 20h18 | Por: Willian Reis

Ainda que não haja condenados até agora pela Operação Mensageiro, é interessante observar as afirmações da desembargadora Cinthia Beatriz da Silva Bittencourt Schaefer, relatora do processo, contidas na decisão que levou à prisão preventiva Joares Ponticelli e Caio Tokarski. O documento veio a público nesta segunda-feira, com os detalhes da investigação conduzida pelo MP. Em resumo, a acusação dos investigadores de que o prefeito e vice de Tubarão recebiam, por mês, R$ 30 mil em forma de propina para facilitar os negócios do Grupo Serrana no município.  

A mesada

Muitas das acusações partiram de delação premiada, mas há também grampos telefônicos e imagens extraídas de câmeras de segurança para endossar a linha de investigação do Ministério Público. Mas  volto às afirmações da desembargadora. É dela a frase: “A suposta mesada de R$ 30 mil somente para Joares Ponticelli e Caio César Tokarski é absolutamente elevada, sendo maior que o próprio subsídio dos agentes políticos, o que denota verdadeira gravidade concreta das condutas supostamente perpetradas pelos dois agentes com mais alto cargo no poder público municipal de Tubarão.” 

O esquema

Em outro trecho da decisão vazada, declara a desembargadora: “Aparentemente, este é, em tese, o maior e mais complexo esquema criminoso de propinas e superfaturamento de contratos públicos que já se teve notícia em Santa Catarina, no qual agentes públicos e privados estão depenando o orçamento de dezenas de municípios.”

Oposição 

É bem provável que isso vai dominar a próxima eleição municipal, mas, por ora, pouco se vê de manifestação da oposição. Tubarão não é cidade de um partido só, porém, os que estão no lado oposto ao atual governo, fora um ou outro requerimento no Legislativo, ainda não deixaram muito clara a sua posição sobre o esquema.

Piadas

Léo Lins publicou um vídeo dizendo que Tubarão sofre com enchentes, prefeito e vice estão presos e o Rio Tubarão está poluído. Alguma novidade? Ah sim, falou também em MC Pipokinha, dona Fátima e problemas de segurança na Comasa. O que há de novo nisso? Não gosto do humor do Léo Lins, mas acho que a indignação seletiva mira o alvo errado: culpa a janela pela paisagem, como se diz por aí. Seria mais coerente reconhecer essas mazelas e buscar soluções, que é o que, aliás, se espera dos governos, em vez de comprar briga com um humorista que teria vindo para cidade e feito seu show sem muito alarde, não fosse a polêmica gratuita. De quebra, abriu-se um precedente sério, o de proibir alguém de fazer seu trabalho só porque desagradou meia dúzia.

Folha Regional

Rua José João Constantino Fernandes, 131, São Clemente - Tubarão/SC - CEP: 88706-091

Folha Regional © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia
WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, entendi!