logo RCN

Neném Bardini lista projetos e obras para Treze de Maio

Prefeito de Treze de Maio, Neném Bardini, destaca obras de infraestrutura como o carro-chefe de sua gestão, entre elas a pavimentação da Rodovia Félix Simon, e anuncia ações em diversos setores do município, como saúde e educação

  • Willian Reis/Folha Regional -

Em seu gabinete, o prefeito de Treze de Maio, Neném Bardini (MDB), recebeu a reportagem da Folha Regional para uma entrevista. 

O encontro ocorreu na sexta-feira passada, dia 20. Durante pouco mais de meia hora, Neném fez um balanço das ações de seu governo até o momento e listou também projetos que devem ser colocados em prática nos próximos meses.

“Treze de Maio está diferente”, resume Neném. “Eu acredito que estamos no caminho correto. Hoje a prefeitura tem caixa de R$ 13 milhões, fora os convênios. Dinheiro tem, é só ir buscar. Tem que trabalhar, correr atrás. Também é preciso visitar o povo para saber do que ele está precisando”, complementa.

O prefeito comenta que as obras de infraestrutura são o carro-chefe de seu governo. Ele analisa como está a situação das atuais pavimentações. 

“Lageado está bem adiantada e deve ficar pronta até abril, se o tempo colaborar. Santa Cruz, que faz a ligação com Pedras Grandes, são mais 4,7 quilômetros. Em São Sebastião, 3 quilômetros também, já está pronta. Essa já foi inaugurada. Tenho mais um pouco de recurso que vai para a Estação Cocal, mais 4,7 quilômetros, mas tenho que buscar mais”, avalia.

Outra obra de vulto do seu governo é a Rodovia Félix Simon, esperada há muitos anos e que faz a ligação com Morro da Fumaça. “Tem uma ponte pronta, a segunda até metade de fevereiro finaliza. E tem a terceira, no limite com Morro da Fumaça. O projeto está aqui. Vou fazer em conjunto com o prefeito de Morro da Fumaça, Noi Coral. Ele já sinalizou para mim, vamos fazer em conjunto, metade para cada um”, garante.

Neném conta que, para além dos projetos em andamento, há outros, engatilhados, à espera da chegada dos recursos. “Eu governo para todos. Então eu tenho que buscar, buscar cada vez mais. Graças a Deus estou conseguindo. Tenho muitos projetos na gaveta, apalavrados, esperando para confirmar os recursos”, diz. “Estou conseguindo muita coisa boa”, garante.

Regulação para agilizar os atendimentos na saúde

“Na nossa saúde havia muita coisa errada. Mas a gente colocou regulação”, comenta Neném, sobre a adesão do município ao sistema do Estado. “Em novembro saíram 23 cirurgias só de ortopedia, de alta complexidade. Gente esperando há muito tempo, que vai ser operada e precisa da UTI, porque é uma cirurgia muito complexa. Está saindo toda semana. Agora com a regulação estão saindo muitos exames mais caros, como ressonância e tomografia.”

Treze de Maio deve, nos próximos meses, deixar o consórcio CIS-Amurel para aderir ao CIS-Amrec – mais vantajoso, na avaliação do prefeito. Neném já encaminhou ofício ao convênio manifestando seu interesse e agora aguarda a aprovação da mudança pela Câmara de Vereadores.

“O presidente de lá já me aceitou. Como prefeito, eu tenho a autonomia de querer ir para lá. Mas aqui eu acho que não vai ter problema, porque é uma coisa para o bem. São 310 clínicas. Na Amurel, tem só dois psiquiatras. Lá deve ter uns 20, 25. Tem 1,1 mil tipos de medicamento”, explica.

O município compra medicamento por meio do Cincatarina, mas o prefeito reclama da demora causada pelo excesso de burocracia. “Nem sempre chega no prazo. No CIS-Amrec, tem mais agilidade. Eles têm um depósito. O que peço durante o dia no outro dia está lá”, compara.

Investimentos para aumentar a produção do campo

Responsável por 51% da arrecadação, o campo coleciona investimentos. “Na agricultura consegui sete tratores novos. Tem mais um para vir. Uma escavadeira nova. São 32 implementos novos. Então é uma revolução”, diz Neném. O município também é um dos primeiros em Santa Catarina a receber o projeto de internet rural do governo do Estado.

“Foi feito um projeto muito rápido e eles mapearam o município todo. Foi um investimento de R$ 728 mil, mas vai um pouquinho mais. Todos têm que ter internet. Consegui R$ 300 mil, e o resto a gente deu de recursos próprios. A nossa agricultura está diferente, já mudou muito. De 2021 para 2022, totalmente diferente. Não tem mais manutenção, a gente gastava muito”, comenta.

Neném também pretende investir em uma colheitadeira grande para a safra de milho. “O povo vai voltar a plantar, e nós precisamos que o povo volte a plantar. Isso vai gerar uma renda para nós, e o município precisa”, afirma.

Novas creches e acolhimento das crianças com necessidades especiais

Na atual gestão já foram feitas duas creches, e novos investimentos estão previstos para o setor da educação. “Vou fazer a creche da Santa Cruz. Fizemos o orçamento e sai mais barato fazer uma nova do que reformar. Ela vai contemplar Monte Alegre, Santa Cruz, Boa Vista e São Roque”, adianta.

O prefeito cita ainda a valorização do magistério, o projeto Pontes, no Vargedo, e a futura implantação de um espaço para crianças portadoras de necessidades especiais. “Eu quero buscar o que é de melhor no mercado, esse espaço vai ser de primeiro mundo. Ficará no CEM. Será um espaço para acolher, inclusive para os pais dessas crianças com necessidades especiais”, afirma.

Há também dois laboratórios móveis, com 40 computadores cada, e a banda musical, que deve ampliar sua atuação com a contratação de mais um profissional. “Vamos fazer coisas novas. Arroz e feijão todo mundo faz”, comenta o prefeito.

Ações para idosos e ampliação da assistência social

Treze de Maio deve ganhar o Centro do Idoso. “Vamos fazer uma piscina no módulo, no lugar da cancha de bocha. Um negócio caprichado. Tenho R$ 500 mil na conta, mas vai R$ 1,5 milhão. Mas já tenho bem adiantadas as conversas. Metade do ano quero começar. Tem muita coisa vindo aí”, adianta Neném Bardini.

Há também avanços na assistência social do município, que registrou aumento no número de famílias atendidas, de 10 para 150, segundo o prefeito do município.

O atendimento ocorre no antigo auditório do módulo, que será construído em outro local.

Cultura e turismo devem ganhar pasta própria no governo. Neném cita ainda a parceria com o setor têxtil. O município deve ceder um segundo ônibus por comodato para o transporte dos funcionários das empresas. Uma lei para organizar a presença de menor aprendiz nestas fábricas, nos moldes de como é feito em Jaraguá do Sul, no norte do Estado, também deve entrar em pauta nos próximos meses.

>> Receba essa e outras notícias pelo WhastApp (CLIQUE AQUI)


MDB defende candidatura de Mauro de Nadal para a presidência da Alesc Anterior

MDB defende candidatura de Mauro de Nadal para a presidência da Alesc

Estrada Geral da Madre ganha nova sinalização e ciclofaixa compartilhada em Tubarão Próximo

Estrada Geral da Madre ganha nova sinalização e ciclofaixa compartilhada em Tubarão

Deixe seu comentário