logo RCN

Obras na Barra do Camacho serão inauguradas neste sábado em Jaguaruna

O ato está marcado para as 10h, no canal da Barra, na SC-100, para a inauguração das obras de enrocamento e dragagem

Aguardada há mais de 40 anos pela comunidade, as obras da Barra do Camacho serão inauguradas neste sábado, dia 24, às 10h, no Canal da Barra, na SC-100, em Jaguaruna. O ato solene para oficializar a conclusão das obras de enrocamento e dragagem – desassoreamento do canal contará com a presença de lideranças da região e do governador em exercício Moacir Sopelsa.

A inauguração terá também outro ponto alto, além da própria entrega da tão aguardada reabertura do canal. O evento vai contar com o anúncio de uma obra complementar para o local. Ainda não se sabe ao certo qual será esta obra, mas o governador já solicitou uma pista de caminhada sobre os molhes para contemplação. O secretário interino de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Alexandre Martins, por exemplo, pretende a implantação de sinalização noturna nos molhes.

Em vídeo gravado para as suas redes sociais, o prefeito de Jaguaruna disse que ela vai beneficiar mais 1,5 mil pessoas no entorno da lagoa.

Divididas em dois lotes, as obras na Barra do Camacho começaram em janeiro com o desassoreamento. No entanto, em 8 de janeiro, um dia após a assinatura da ordem de serviço para a dragagem, que ocorreu na própria Barra do Camacho com a presença de autoridades, entre elas o governador Carlos Moisés, a draga foi apreendida pela Delegacia da Capitania dos Portos em Laguna por problemas na documentação. O equipamento só foi liberado uma semana depois.

O outro lote da obra, o de enrocamento, levou mais tempo para sair do papel. À espera da licença ambiental do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) desde janeiro, o serviço só pôde ser iniciado em meados de abril.

Convênio de R$ 10 milhões e protestos de moradores

O governo do Estado destinou mais de R$ 10 milhões para o desassoreamento (dragagem do canal) e o enrocamento (colocação de barreiras de pedra nas margens da barra) por meio de convênio com o município de Jaguaruna. A obra permitirá a renovação das águas da lagoa e, consequentemente, a manutenção da atividade pesqueira da região.

O desassoreamento do canal também significa boas condições para o plantio do arroz em uma grande área, além de ser uma questão de Defesa Civil, uma vez que o canal serve como meio para escoamento das águas, evitando a ocorrência de enchentes. Na enchente de maio, a boca do canal teve de ser aberta às pressas para ajudar no escoamento das águas.

O edital da licitação para as obras foi lançado em agosto do ano passado, em meio a protestos contra a situação da Barra do Camacho à época. Em maio de 2021 o grupo Todos pela Barra do Camacho chamou a atenção da região para o problema ao protestar com pás, enxadas e carrinho de mão. Um dia antes, em 14 de maio, a prefeitura dera início a uma obra paliativa de abertura do canal.

O mesmo grupo, um mês depois, esteve à frente de uma nova iniciativa. Voluntários estiveram no Camacho para uma inspeção da draga cedida pela Cidasc, com a ideia de reabilitá-la para a dragagem do canal.

Em novembro passado, outro protesto repercutiu na região. Em meio ao atraso nos trâmites da licitação, manifestantes bloquearam a ponte do Camacho por quase cinco horas no dia 6 daquele mês. Eles cobravam a presença do prefeito Laerte Silva para explicações sobre as obras de desassoreamento do canal, que ainda não havia iniciado, apesar de convênio já firmado com o Estado. O trânsito só foi liberado após negociação com a Polícia Militar.

Capivari de Baixo inicia projeto pioneiro de xadrez indoor Anterior

Capivari de Baixo inicia projeto pioneiro de xadrez indoor

Prefeitura de Tubarão lança licitação para pavimentação da rua de acesso ao Fórum Próximo

Prefeitura de Tubarão lança licitação para pavimentação da rua de acesso ao Fórum

Deixe seu comentário