logo RCN

VÍDEO: Rio sobe 1,64 m em 48 horas em Jaguaruna; Defesa Civil segue em alerta

Aulas serão retomadas no período da tarde nesta quarta-feira. Transporte escolar continua suspenso em algumas localidades

  • João Carlos Idalêncio/Divulgação/Folha Regional -

O município de Jaguaruna foi um dos mais atingidos pelas chuvas na região nas últimas horas. Com o acúmulo de água ocorrido no final da tarde de ontem, dia 9, o Rio Sangão, que corta a cidade, extravasou causando alagamentos na área central. A água invadiu estabelecimentos comerciais deixando lojistas ilhados.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, Maicon Laureano, o Rio Sangão já subiu 1,64 m do nível nas últimas 48 horas e segue em elevação. “O grande problema foi a chuva torrencial das 17h de ontem, dia 9. Foram cerca de 40 minutos e gerou enxurradas na região do Pontão, Morro Azul, Sanga Grande, centro alagou, comércio, encostas teve deslizamento”, explica o coordenador.

Com o risco de deslizamentos de encostas, três famílias, totalizando oito pessoas, tiveram de sair de suas casas e se abrigar em residência de parentes por precaução.

Aulas retomadas

A prefeitura emitiu um comunicado na manhã desta quarta-feira, dia 10, informando que haverá aula em toda rede municipal e estadual de ensino no período vespertino e noturno. O transporte escolar está cancelado nas seguintes comunidades: Sanga Grande, Morro Azul, Morro da Cruz (Boa Vista e Porto Vieira), Praia do Arroio Corrente e Figueirinha. Nas estradas do Campo Bom e no sul do município algumas ruas não serão atendidas devido à impossibilidade de tráfego. Nas demais localidades, o transporte segue em funcionamento. Segundo a prefeitura, as faltas serão justificadas e as aulas recuperadas.

Vídeo: João Carlos Idalencio/Jaguaruna  

VÍDEO: Após impacto de ciclone em SC, Defesa Civil recomenda à população que evite sair de casa Anterior

VÍDEO: Após impacto de ciclone em SC, Defesa Civil recomenda à população que evite sair de casa

Morro da Fumaça tem três famílias desabrigadas pelas chuvas Próximo

Morro da Fumaça tem três famílias desabrigadas pelas chuvas

Deixe seu comentário