Segunda-feira, 24 de junho de 2024
Tubarão
19 °C
12 °C
Fechar [x]
Tubarão
19 °C
12 °C
SAÚDE E BEM ESTAR

Sobe para quatro o número de mortes por Covid-19 em Laguna neste ano

A última vítima foi uma idosa de 87 anos

Laguna , 10/06/2024 17h35 | Atualizada em 10/06/2024 17h35 | Por: Redação Folha Regional

A Secretaria de Saúde de Laguna, através da Vigilância Epidemiológica, atualizou nesta segunda-feira, dia 10, o número de casos positivos de Covid-19 registrados entre 5 de maio e 8 de junho. 

Ao todo foram registrados 9 casos positivos e uma morte. A vítima era uma senhora de 87 anos, que faleceu no dia 16 de maio. 

Até o momento, o município registrou quatro mortes decorrentes da doença neste ano. Entre os dois 5 de maio e 8 de junho foram registrados mais casos positivos: Magalhães (3), Mar Grosso (5) e Mato Alto (1).

Vacina contra a Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES) distribuiu quase 130 mil doses da vacina contra a Covid-19 atualizada para a subvariante Ômicron XBB 1.5, da fabricante Moderna (SpikeVax) para todos os municípios catarinenses.

A indicação é para aplicação em crianças de seis meses a quatro anos, população dos grupos prioritários e pessoas acima de cinco anos que nunca tenham se vacinado.

A vacina teve o registro definitivo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 6 de março deste ano e foi introduzida em todo o país pelo Ministério da Saúde (MS) na estratégia de vacinação contra a Covid-19.

A SES destaca que, apesar de ser uma nova vacina, não há alterações no público-alvo a ser imunizado, que são: crianças de 6 meses a 4 anos de idade, com as doses previstas no Calendário Nacional de Vacinação Infantil; e pessoas dos grupos prioritários, que devem receber doses semestrais (gestantes, puérperas, imunocomprometidos, idosos com 60 anos ou mais) ou uma dose anual (demais grupos prioritários). No entanto, com a inclusão deste novo imunizante na estratégia de vacinação contra a Covid-19, pode haver alterações no esquema vacinal.

Para crianças vacinadas com três doses (coronavac ou pfizer), a recomendação é de aplicação de uma 4ª dose com a vacina SpikeVax, da Moderna, pelo menos três meses após a aplicação da última dose. No caso de crianças nunca vacinadas, o esquema passa a ser de duas doses da Moderna com um intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda dose.

Para a população dos grupos prioritários, com 5 anos ou mais, segue a recomendação de aplicação de uma dose anual (indígenas, quilombolas, trabalhadores da saúde, pessoas vivendo em instituições de longa permanência e trabalhadores, com deficiência permanente, comorbidades, em situação de rua, privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional, jovens em medida socioeducativa) ou a cada seis meses (idosos, imunocomprometidos, gestantes e puérperas), independentemente do número de doses prévias de vacinas Covid-19.

Pessoas com 5 anos ou mais que não pertencem a nenhum grupo prioritário e nunca foram vacinadas, podem tomar uma dose única da vacina monovalente XBB Moderna.

O principal objetivo da vacinação contra a Covid-19 e da atualização do esquema vacinal com a nova dose é reduzir casos graves e óbitos pela doença. Em caso de dúvidas sobre o esquema vacinal, a SES recomenda que a população procure a Unidade Municipal de Saúde mais próxima para esclarecimentos e possível atualização do esquema vacinal.

Folha Regional

Rua José João Constantino Fernandes, 131, São Clemente - Tubarão/SC - CEP: 88706-091

Folha Regional © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia
WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, entendi!