Segunda-feira, 22 de abril de 2024
Tubarão
26 °C
14 °C
Fechar [x]
Tubarão
26 °C
14 °C

Operação da draga na Barra do Camacho, em Jaguaruna, depende de aval da Capitania

Equipamento retornou ao canal na semana passada após meses de manutenção, mas ainda aguarda vistoria da Marinha para iniciar os serviços no local

Jaguaruna, 22/03/2023 12h50 | Atualizada em 22/03/2023 12h50 | Por: Redação Folha Regional

De volta à Barra do Camacho, em Jaguaruna, desde semana passada, a draga cedida pela Cidasc ao município ainda depende de vistoria da Capitania dos Portos antes de iniciar as atividades no local, auxiliando nos serviços de manutenção para evitar novos assoreamentos. O equipamento havia sido retirado do canal no dia 26 de agosto do ano passado para reforma.

De acordo com o secretário de Agricultura do município, Dirceu Sebastião Rodrigues, a vistoria já foi solicitada à Capitania dos Portos, mas não há prazo definido para que isso ocorra. “Há possibilidade de levar uns 30 dias para o aval da Capitania. Como a gente só pôde solicitar depois que a draga chegou no canal, na semana passada, até o pessoal vir fazer a vistoria deve levar duas a três semanas. É bem provável”, afirma.

Agora a prefeitura está montando as linhas da draga, ou seja, os tubos que levam a areia até o bota-fora. Em agosto do ano passado, após aprovação de projeto na Câmara de Vereadores, o município ficou autorizado a criar duas vagas para o cargo de operador de draga, com vencimento de R$ 4 mil para 40 horas semanais. À época da tramitação, na justificativa ao projeto a prefeitura explicou que os profissionais atuarão na continuidade do desassoreamento da Barra do Camacho e rios.

Ainda no fim do ano passado, a prefeitura lançou uma chamada pública para contratar em caráter temporário, por meio de análise curricular, um operador de draga. A homologação da classificação dos candidatos foi publicada no início deste ano. Conforme o secretário, são dois profissionais já contratados.

O município contratou no ano passado a empresa Hidramix Comércio e Recuperação de Bombas e Comandos, de Urussanga, por meio de pregão, para a manutenção da embarcação. O contrato é de R$ 230.500 mil, com vigência até início de maio.

Folha Regional

Rua José João Constantino Fernandes, 131, São Clemente - Tubarão/SC - CEP: 88706-091

Folha Regional © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia
WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, entendi!